• Ascon Assessoria Contábil

IRPF: Negociação de Ações e Quotas de Fundos de Investimento Imobiliário

Departamento Responsável:

Departamento Administrativo


A quem se destina?

À todas as pessoas físicas que efetuarem compra e venda de ações.



Sempre que o contribuinte adquirir ações ou quotas de Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs), negociadas ou não em bolsa de valores, cujo valor de aquisição do conjunto seja igual ou superior a R$ 1.000,00 deverá informar esse bem na Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), entregue à Receita Federal do Brasil (RFB) todos os anos até o final do mês de Abril, ainda que as tenha vendido no mesmo ano.


O valor dessas ações/quotas que constará no quadro Declaração de Bens, para informação da RFB, é sempre representado pelo custo de aquisição (valor de compra), acrescido das respectivas taxas, independentemente da data em que isso ocorreu e do valor de mercado delas na data da venda ou em 31 de dezembro.



No momento da venda dessas ações, é necessário apurar se houve lucro ou prejuízo nessa operação, subtraindo-se do valor da venda o valor da aquisição e as respectivas taxas. Se houver “lucro”, deverá ser aplicada a alíquota correta de IR (Imposto de Renda), conforme o tipo de operação (comum ou Day-trade).


Essa informação será enviada para a RFB apenas na época da Declaração de IRPF, como anexo, por meio da Declaração de Renda Variável, onde serão informados os lucros e prejuízos em cada mercado e em cada tipo de operação, o I.R. retido na fonte e o valor do I.R. a pagar ou a compensar nos meses futuros.


Estão dispensados da apuração desse IR as ações vendidas no mercado à vista, até o limite de R$ 20.000,00 em um mesmo mês. Ressaltamos que não há limite de isenção para a venda de quotas de Fundo de Investimento Imobiliário, devendo o IR ser recolhido sempre que houver lucro na operação de venda!


Por isso, sempre que desejar efetuar a compra de ações/quotas, deve guardar a respectiva Nota de Corretagem, para informação correta na época da Declaração de IRPF.

2 visualizações0 comentário